Menu fechado

Biden proíbe importação de petróleo, gás e carvão da Rússia. Putin ameaça retaliação contra a Europa

O presidente dos EUA, Joe Biden, em pronunciamento realizado agora, comunicou mais uma sanção econômica contra a invasão russa a Ucrânia, desta feita a proibição de importação de petróleo, gás e carvão.

Biden afirmou que essa decisão vai trazer custos para os Estados Unidos, vai elevar o preço dos combustíveis, mas os Estados Unidos devem realmente pressionar o presidente Russo Vladimir Putim. Mais cedo o secretário de estado norte-americano chegou a dizer que esse é o preço que se paga pela liberdade, para se posicionar ao lado dos ucranianos.

O presidente também disse que essa não é a hora de as empresas explorarem os consumidores, tentarem obter lucros com a situação, mas reconheceu que os preços vão subir ainda mais.

Além disso, Biden apontou que essa é uma medida bipartidária, que republicanos e democratas concordaram para aumentar a pressão sobre Putin e a decisão teve a concordância, em um acordo com os países aliados, entretanto, compreende que nem todos os aliados podem adotar essa mesma medida. Os Estados Unidos não dependem do petróleo, do gás natural, vindos da Rússia como a Europa depende, principalmente a Alemanha no caso do gás. Os Estados Unidos também pediram para que os europeus abandonem essa dependência da Rússia o mais rápido possível, e procurem a diversificação das fontes de energia.

O momento é tão grave que está fazendo até com que os Estados Unidos retomem o contato com alguns países como Venezuela, como o Irã, países que recebem sanções americanas, e essas sanções podem ser levantadas, isso na busca das fontes de energia. Nesse fim de semana uma delegação americana se encontrou com representantes do governo venezuelano para falar sobre um acordo. Conforme fontes da Reuters o presidente da Venezuela Nicolás Maduro disse que está aberto a continuar o diálogo.

O cenário mostra como essa situação urgente, com essas restrições terão um efeito no mercado global de combustíveis, no fornecimento de energia para todo mundo e como os Estados Unidos buscam diálogos com países que antes dessa guerra seriam impensáveis.

Os Estados Unidos passam por um momento de inflação alta, a mais alta nos últimos quarenta anos. Os preços dos combustíveis já estavam subindo antes da crise começar e agora sobem ainda mais, trazendo preocupações do presidente Joe Biden.

Agora a pouco, Putin ameaçou fechar gasoduto e cortar suprimento à Europa.

Com informações CNN

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.