Menu fechado

Senado adia pela 3ª vez votação de projetos para segurar preço da gasolina

Votação dos projetos sobre combustíveis ficou para amanhã, quinta-feira (10)

Ainda sem acordo para votação, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), adiou pela terceira vez a apreciação no plenário da Casa dos dois projetos que buscam segurar os preços dos combustíveis no Brasil, como consequência da guerra entre Ucrânia e Rússia. Os senadores decidiram passar para quinta-feira (10), às 10h, a votação das propostas.

Antes do Carnaval, a avaliação dos projetos no plenário já havia sido adiada por duas vezes, com parlamentares e governo tentando para um acordo sobre as mudanças. Se passarem no Senado, os dois projetos ainda precisarão ser avaliados pela Câmara.

As discussões giram em torno do PLP (Projeto de Lei Complementar) nº 11, que altera a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre combustíveis, e do PL (Projeto de Lei) nº 1.472, que prevê a criação de um fundo para estabilizar os preços da gasolina, do diesel e do gás no Brasil. 

O Ministério da Economia é favorável à proposta para o ICMS, mas tem se posicionado nos bastidores de forma contrária ao fundo de estabilização. Entre os senadores, não há consenso sobre a questão. O novo adiamento ocorre em meio à escalada dos preços do petróleo no mercado internacional, o que pressiona o custo dos combustíveis também no Brasil. 

Uol Economia

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.