Menu fechado

Alexandre de Moraes usa medida de força e cidades ficam a mercê de tragédias

Secretário executivo de Mudanças Climáticas de São Paulo fez duras críticas

O ministro Alexandre de Moraes (TSE) baseado em um requerimento da Polícia Federal (PF), que não tivemos acesso a sua extensão, determinou que o aplicar Telegram fosse bloqueado em todo território nacional a partir desse sábado, 19.

A medida abrangente dispensou milhares de cidadãos que usam o aplicativo dentro da margem da liberdade responsável, empresas que se comunicam com grupos gerenciais e funcionários, sistemas de alarmes que são disseminados com a ferramenta e tantos outros usos no cenário de uma democracia plena, onde já existem instrumentos para punição daqueles que cometem delitos.

O Congresso Nacional já prepara um projeto de lei para tratar do tema elencando condições para um aplicativo funcionar no país, pois, não se pode, protegido por anonimato, ferir leis sabendo que não será punido. Entretanto, o projeto deve incluir prazo para as adaptações.

Uma decisão monocrática que “mata o boi e não o carrapato”, não se coaduna com as liberdades individuais, princípio que no país vem sendo vilipendiado rotineiramente.

Um setor afetado gravemente pela decisão do ministro é aquele de disseminação de Alertas pelo Sistema de Prevenção de Tragédias Naturais que usam o Telegram para seu pessoal de frente, haja vista, que a ferramenta não possui limites de participantes, diferente por exemplo do WhatsApp que limita a 257.

Ontem, ao ser entrevistado, o secretário executivo de Mudanças Climáticas de São Paulo, Antônio Fernando Pinheiro, foi direto ao ponto, “a decisão é muito grave porque o a Defesa Civil em todo o Brasil utiliza a rede Telegram, é um instrumento da do sistema e foi instituído como tal desde 2021. Para se ter uma ideia só na capital Belo Horizonte são quase quatro mil membros inseridos na mesma rede por meio do Telegram, mantendo pelo menos duas redes de operadoras vinculados ao aplicativo na Defesa Civil para chuvas e também para deslizamento. hoje estamos com uma enorme preocupação de como fazer o sistema de alerta funcionar, tudo baseado no Telegram: o sistema coligado com o nosso centro de gerenciamento de emergência e o nosso centro de controle operacional”, e deu uma notícia preocupante, “posso afirmar que neste fim de semana estão previstas chuvas, estão previstos momentos que podem levar alagamentos, levar a outros riscos e estamos agora desprovidos do nosso instrumento principal de mobilização”

O secretário questiona a falta de dimensão da medida, “Mas, me preocupa que uma decisão judicial e mesmo um requerimento policial não tenham se preocupado com a segurança da população civil brasileira”.

Redação smp.news

CÁ PRA NÓS: Tempos sombrios onde os fins justificam os meios.

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente”.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.