Menu fechado

Contradições comprometem irmão de Alcolumbre (vídeo)

Tudo teve início por volta das 5hs da madrugada desta sexta-feira, 25, quando um Ford Fusion dirigido por um homem, após tentar fugir da barreira policial, dando ré, foi abordado na Zona Norte da cidade de São Paulo, bairro de Santana, em uma blitz corriqueira da Polícia Militar. Ao revistarem o veiculo foram encontradas duas malas com o dinheiro no porta-malas.

Segundo o boletim de ocorrência, inicialmente o motorista afirmou que a origem do dinheiro seria doações feitas por empresários. Ainda segundo a polícia, essa versão foi desmentida logo depois com a chegada no local de um outro veículo, e dele desceu Alberto Samuel Alcolumbre, irmão do senador Davi Alcolumbre, o todo poderoso presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal.

Conforme ainda o relato, Alberto disse que era advogado e amigo do homem que dirigia o veículo onde estava o dinheiro e asseverou que aquela quantia de cerca de R$ 500 mil era referente a honorários advocatícios.

Os dois foram levados para o distrito policial e em seu depoimento ao delegado, Samuel Alcolumbre, constou que contratou um estudo jurídico no valor de R$ 500 mil e decidiu pagar esse serviço em espécie, sendo entregue a um motorista de confiança da pessoa que receberia essa quantia. Narrou ainda, que ao perceber que o veículo foi abordado pelos policiais, seguiu na direção do carro da abordagem para então explicar o que aconteceu.

O dinheiro foi conferido pela polícia e ao todo existiam nas malas exatamente R$ 499.970,00 (quatrocentos e noventa e nove mil, novecentos e setenta reais).

O caso foi registrado pela polícia no BO como apreensão suspeita. Os dois veículos e o dinheiro foram apreendidos, mas ambos foram liberados.

O senador Davi Alcolumbre do União Brasil que encontra-se no Amapá, falou que ficou sabendo da informação pela própria imprensa. E em nota, declarou “que o irmão por ser advogado há muitos anos, tem a informação que o dinheiro é relacionado a atividade advocatícia”.

Redação smp.news

CÁ PRA NÓS: Qualquer policial em início de carreira sabe que este caso é mais um do mundo político, que age com dinheiro em espécie para fugir aos controles fiscais e policiais. Já no início entram em contradição, porque a verdade é simples, a mentira requer planejamento minucioso e boa memória. Alberto diz que tem como comprovar a origem lícita do valor apreendido (honorários advocatícios?). Interessante ainda é notar o Ford Fusion na frente e o irmão do senador logo atrás (preferiu não colocar as malas no seu carro?). Ah, Brasil…

Vídeo da contagem do dinheiro apreendido:

Crédito Poder 360°

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.