Menu fechado

Elmo – Um relato para pessoas que ficaram anônimas

Como surgiu o Elmo – Capacete de Respiração Assistida. Um relato para homenagear pessoas que ficaram anônimas.

Era um sábado, março de 2020, quando, por volta das 10h00, recebi uma ligação do PGJ, Dr. Manoel Pinheiro, informando que o Ministério Público Estadual detinha um valor, proveniente de multas, e que queria doar esse valor para a UFC. E completou: para pesquisa. E perguntou: teríamos condições de desenvolver um respirador mecânico? Equipamento em falta na época.
Imediatamente liguei para meu amigo Ricardo Cavalcante, Presidente da FIEC, e narrei o fato. Era uma tarefa difícil e resolvemos convidar o Chanceler Édson Queiroz Neto, da Unifor.

Naquele mesmo sábado conversamos, os três, e decidimos formar uma equipe, cada um indicando alguns membros. Liguei para o Secretário de Saúde do Estado e para um Diretor Funcap pedindo que indicassem nomes capazes de cooperar no projeto. No domingo já estávamos reunidos com a equipe. Várias pessoas! Fizemos uma exposição e pedimos para a equipe se reunir e avaliar as nossas chances! Era uma emergência!

Dois dias depois fizemos uma nova reunião, também online, para conhecer a posição dos especialistas. Já sabíamos a resposta e os doutores confirmaram: fazer um respirador mecânico era difícil, mas era possível fazer um aparelho de “respiração assistida”. Autorizamos a mudança dos planos. Na Europa, notadamente na Alemanha, de maneira muito difusa e embrionária, já havia uma discussão sobre o assunto e o resultado projetado era de que poderia evitar em até 60% a necessidade da respiração mecânica. A pergunta era: teríamos habilidade para desenvolver o equipamento rapidamente, a tempo de salvar vidas durante a pandemia? Resposta: fomos! De fato, 87 dias depois o Elmo estava certificado pela Anvisa! Engenheiros, civis e de telecomunicações, médicos, fisioterapeutas… e muiiitos anônimos, dentre eles, muitos técnicos, torneiros mecânicos, costureiros, eletricistas e outros, gente que ficou no anonimato, mas que sem eles o Elmo não seria uma realidade.

Merece registro as oficinas do SENAI, disponibilizadas pelo Presidente da FIEC, com todos os seus técnicos.

A todas essas pessoas, fica aqui o nosso mais profundo agradecimento e a certeza de que sem vocês muitos que irão ler esse texto teriam morrido de COVID. Vocês são heróis e mesmo no anonimato estarão sempre presentes em qualquer homenagem que se faça a uma “equipe Elmo”.

O Elmo é genuinamente cearense e a patente está registrada nos seguintes nomes:
-UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ.
-UNIVERSIDADE DE FORTALEZA
-ESCOLA DE SAUDE PÚBLICA DO CEARÁ.
-FUNCAP
-ESMALTEC
-SENAI
Ricardo Cavalcante e Édson Queiroz Neto, recebam o meu abraço e a minha admiração!

Cândido Albuquerque
Reitor da Universidade Federal do Ceará
25/03/22

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.