Menu fechado

Brasil tem recorde de morte por gripe; há risco de nova onda.

Foram 1.515 óbitos em janeiro e 204 em fevereiro, mais que em qualquer início de ano desde 1996. Especialistas temem nova alta no inverno.

A gripe matou 1.515 brasileiros em janeiro de 2022 e outros 204 em fevereiro, de acordo com dados do sistema Sivep-Gripe, o mesmo usado para reportar casos de covid.

Os números para os meses são superiores aos de qualquer início de ano da série histórica do SIM (Sistema de Informação sobre Mortalidade). O patamar de 1.515 mortes de janeiro é inédito e supera o total de mortes anuais de quase todos os anos desde 1996. As exceções são 2009 (1.818 mortes em 12 meses) e 2016 (1.756).

A principal responsável pela alta das mortes é a cepa Darwin do vírus influenza H3N2, que se espalhou desde o fim do ano passado. Os idosos correspondem a 79% dos óbitos.

Para combater o risco de um novo grande surto de gripe, os especialistas elencam duas medidas:

vacinação – a campanha de vacinação contra a gripe começa nesta 2ª feira (4 de abril), focada em idosos. É importante conseguir grande adesão para que o grupo (o que mais sofreu com a recente onda de gripe H3N2), esteja melhor protegido;

máscara – os médicos indicam continuar usando máscaras, especialmente em situações de transporte público. A máscara usada para se proteger contra o coronavírus foi, ao fim, até mais eficiente em prevenir a gripe nos últimos anos.

Poder 360

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.