Menu fechado

Conselho de Ética em sessão tumultuada vota pedido de cassação do deputado Arthur do Val – Resultado

A sessão desta terça-feira, 12, que teve início por volta das 14 horas, ocorre em clima tumultuado. Manifestantes do MBL estão protestando em favor de Arthur Durval. Policiais militares da Tropa de Choque no interior da ALESP – Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo – acompanham todo o movimento.

Os protestos de ambos os lados tem acontecido ao longo da tarde de hoje, inclusive com a presença de ucranianas. A reunião do Comitê de Ética reúne os nove membros, outros parlamentares e o próprio Arthur Durval.

A abertura do processo de cassação de mandato foi aprovado pelo próprio Conselho de ética há quase um mês, no dia 18 de março, e tem o seguinte trâmite protocolar: se a maioria dos parlamentares do Conselho de Ética votar a favor o processo deve ser encaminhado ao plenário da Assembleia Legislativa em forma de projeto de lei. Para efetivação da perda de mandato a maioria dos 94 deputados precisam concordar com o projeto, ou seja, são 48 votos. Mas, se hoje já não houver maioria no Conselho, o colegiado deve deliberar uma outra punição para Arthur Durval.

O parlamentar causou revolta na opinião pública e colegas quando um áudio seu vazou. Arthur depreciou a condição de mulher ucraniana e o fez para agravar, em plena situação de guerra, de total vulnerabilidade, ao dizer que “eram fáceis, porque eram pobres”.

Redação smp.news

ATUALIZAÇÃO 17h:30min: O Conselho de Ética por unanimidade votou pela cassação.

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.