Menu fechado

PCO é incluído no “inquérito do fim do mundo” após ter chamado Moraes de “skinhead de toga” e falar de “dissolução do STF” em rede social

O ministro Alexandre de Moraes do STF com inquérito aberto há mais dois anos, conhecido por “fakenews” e ainda “do fim do mundo”, como apontou Marco Aurélio, resolveu incluir o Partido da Causa Operária (PCO) nas investigações após postagem em rede social onde fala em “dissolução do STF” e diz que Moraes é um “skinhead de toga” que “retalha o direito de expressão e prepara um novo golpe nas eleições“.

O presidente do PCO, Rui Pimenta Costa, deverá ser ouvido pela PF dentro dos próximos 5 dias. O condutor do procedimento determinou, também, o bloqueio dos perfis que o partido mantém em redes sociais como Twitter, Instagram, Telegram, YouTube e TikTok.

“Há relevantes indícios da utilização de dinheiro público por parte do presidente de um partido político – no caso, o PCO – para fins meramente ilícitos, quais sejam a disseminação em massa de ataques escancarados e reiterados às instituições democráticas”, diz Moraes.

CÁ PRA NÓS: O PCO é o lado mais extremo do comunismo no país. A questão central é que qualquer transgressão a lei deve ser apurada dentro do devido processo legal. Juristas de porte como Ives Gandra e tantos outros criticam abertamente as investigações no bojo desse inquérito. Será que a PGR se manifestou acerca das decisões de Moraes contra o PCO?. O Supremo escolheu um caminho que nos parece extremamente controverso. Aqui, o que se prega jamais será a defesa de crimes, mas a aplicação da lei sem casuísmos.

Redação smp.news

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Achou importante? seja nosso parceiro, Considere fazer uma doação, com qualquer valor, para manutenção e aprimoramento do blog e do programa SEM MEIAS MEIAS na rádio cidade 860 am seg-sex 11hs às 12hs. Independência é a arma de uma imprensa fiscalizadora, seu apoio é fundamental (PIX PARA DOAÇÃO: 85 99926.59.58)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.