Menu fechado

PGR não viu provas em indiciamento da CPI da Covid contra o deputado Ricardo Barros

Ricardo Barros em seu depoimento confrontou o trio Renan Aziz e Randolfe

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid realizada pelo Senado Federal em seu relatório final sugeriu o indiciamento de dezenas de pessoas, entre elas o deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara dos Deputados.

Segundo a CPI da Covid, o parlamentar mantinha relações com representantes de farmacêutica e também com um advogado de um fabricante de vacina e teria cometido algumas irregularidades na compra, na aquisição de vacinas. No Supremo Tribunal Federal (STF) o ministro Nunes Marques ficou a frente do caso e em março despachou para manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Agora, a vice-procuradora Lindora Araújo encaminhou seu parecer concluindo que inexistem provas contra o parlamentar, portanto, não há motivos pra se levar adiante a sugestão de indiciamento e solicitou o arquivamento do procedimento

redação smp.news

CÁ PRA NÓS: A CPI sofre mais uma derrota. Outra noite maldormida para os jornalistas representantes da velha imprensa carcomida pelo ódio.

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.