Menu fechado

Prejuízo recalculado no Complexo Petroquímico do RJ nos governos Lula e Dilma chega a R$ 47 bilhões

Em junho de 2006, o então presidente Lula participou de uma cerimônia de lançamento da pedra fundamental do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no Clube Mauá. Depois, visitou Itaboraí, onde a refinaria seria construída. Hoje, exatos 16 anos após o anúncio, o Tribunal de Contas da União (TCU) atualizou o prejuízo aos cofres da Petrobras causado pela obra: 14 bilhões de dólares, o
equivalente a 47 bilhões de reais.

O Comperj deveria ficar pronto em 2011, orçado inicialmente em 6,1 bilhões de dólares. Em 2017, a obra já estava em 30 bilhões de dólares.  Hoje, para ser concluído, o custo estimado ultrapassa 47 bilhões de dólares (225 bilhões de reais). Isso representa um acréscimo da ordem de 8 vezes, em dólares americanos, ou 14 vezes, em reais, diz o TCU.

Entre as irregularidades encontradas pelo tribunal estão sobrepreço, contratação irregular e adoção de regime de execução contratual inadequado ou antieconômico.

Segundo o TCU, o esquema criminoso que desviou dinheiro do Comperj perdurou de 2003 a 2014,  durante os governos petistas de Lula e Dilma Rousseff.

https://veja.abril.com.br/brasil/comperj-ma-gestao-corrupcao-e-prejuizo-de-47-bilhoes-de-reais/

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA ” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

1 Comentário

  1. Antonio de Almeida Carneiro

    Essa quadrilha comandada pelo ex-presidiário quer voltar ao poder, para suripiá os cofres públicos e mandar dinheiro para os governos bolivarianos, o povo brasileiro não vai deixar o mal, vencer o Bem . BolsonaroReeleitoEm2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.