Menu fechado

Ocultação de cadáveres: 5 são identificados no caso do jornalista britânico e indigenista

Durante as buscas três homens já foram presos por envolvimento direto no assassinato.

Durante este domingo, 19, a Força-tarefa que investiga os assassinatos do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira anunciou a identificação de mais cinco pessoas que apoiaram na ação de ocultar os corpos desmembrados encontrados na última quarta-feira, 15.

Anteriormente, agentes de seguranças e das forças militares já haviam identificados três homens responsáveis diretamente pelos homicídios. Em nota, a Força-tarefa aponta que “As investigações continuam no sentido de esclarecer todas as circunstâncias, os motivos e os envolvidos no caso”.

A Polícia Federal na sexta, 17, já havia confirmado a identificação do cadáver como sendo de Phillips, pela arcada dentária e exame papiloscópico. No sábado, 18, houve a confirmação do corpo de Bruno.

Conforme laudo dos peritos do Instituto Nacional de Criminalística de Brasília, Bruno e Philips foram mortos a tiros, com munição de caça. De acordo com o documento, Bruno foi atingido por três disparos, sendo dois no tórax e um na cabeça, e Pillips foi baleado uma vez, no tórax.

redação smp.news

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

1 Comentário

  1. Maria Vanilde Machado

    Os ambientalistas foram mortos e corpos encontrados. Não se sabe a causa que provocou horrendos crimes. A polícia federal terá que descobrir o que ensejou para que esses dois ambientalistas fossem trucidados de uma forma tão brutal. O que estará envolvendo nessas mortes. O que existe por detrás desses crimes. As investigações terão que ser minuciosas pra se descobrir quais pessoas que estão envolvidas nessa trama criminosa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.