Menu fechado

Condenado por ter R$ 51 milhões em ap diz que Lula é “retomada de um caminho de esperança”

Geddel foi preso em 2017 após descoberta de R$ 51 milhões em espécie escondido em um apartamento na capital baiana

Geddel Vieira Lima, ex-ministro da Integração de Lula entre 2003 e 2010, falou na última sexta-feira, 1°/7, em evento do MDB para elogiar o seu ex-chefe, ex-presidiário e condenado por lavagem de dinheiro e corrupção a 26 anos, posteriormente descondenado pelo STF, sem reconhecer sua inocência. Foi sua primeira declaração ao mundo político.

Segundo Geddel, junto com seus indicados ao governo baiano, Lula representa “a retomada de um caminho de esperança e de olhar para os que mais precisam: os que não conseguem mais pagar o gás, encher o tanque do carro, aqueles que não conseguem ir ao mercado comprar sua comida, aqueles que perderam a esperança de viajar de avião”.

CÁ PRA NÓS: Quem é Geddel?

O emedebista foi preso em 2017, após a Polícia Federal (PF) encontrar malas com dinheiro em um apartamento em Salvador ligado a ele. No total, R$ 51 milhões foram apreendidos no “bunker”.

Em agosto, a Segunda Turma do STF absolveu ele e o irmão, o ex-deputado Lúcio Vieira Lima, do crime de associação criminosa. O colegiado, no entanto, manteve a condenação por lavagem de dinheiro. Com a decisão, os dois tiveram a pena reduzida (Valor Econômico, 10/09/2021)

Em fevereiro de 2022, Geddel teve liberdade condicional concedida pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin. Ele foi condenado pelo Supremo a 14 anos de prisão e passou 4 anos preso em regime fechado. 

Ah Brasil, mostra tua cara…..

1 Comentário

  1. Luzimar Borges

    E pouco 51 milhões não foi nem um quarto do que lula escondeu e que ninguém acha ou queira achar ainda vão roubar muito dinheiro dinheiro desse Brasil com o consentimento dos inúteis desse país

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.