Menu fechado

URGENTE: Moraes rejeita ação multa PL em R$ 22 milhões e bloqueia fundo

Conforme Uol, o ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), rejeitou hoje (23) a ação de teor golpista e sem fundamento apresentada pelo PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, que pedia a anulação de votos em mais de 279 mil urnas no segundo turno das eleições. O ministro ainda fixou multa de R$ 22 milhões por litigância de má-fé e determinou a suspensão do Fundo Partidário dos partidos que integram a coligação Pelo Bem do Brasil, de Bolsonaro.

O processo foi apresentado ontem (22) com base em um relatório sobre suposta “falha” em cinco dos seis modelos de urnas usadas na votação.

Moraes determinou ainda extração de cópias dos autos e encaminhar para o inquérito que corre no STF onde ele presidente.

CÁ PRA NÓS: Nenhuma resposta acerca das denúncias, contra-ataque rápido e investigação até contra os produtores do relatório de auditoria. Quais são os fundamentos da decisão do nobre Ministro? Como se chegou a conclusão de litigância de má-fé?

o espaço disponibilizado é para o debate saudável. Comentário é de inteira responsabilidade do autor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *